Crítica: Animais Fantásticos – os crimes de Grindewald

Crítica: Animais Fantásticos - os crimes de Grindewald

“Absolutamente fantástico” é a expressão que eu posso usar para definir Animais Fantásticos: os crimes de Grindewald, filme que estreia na semana que vem, mas que nós aqui do Papo Aleatório já conferimos e vamos dizer as nossas impressões.

Temos de volta Newt Scamander (Eddie Redmayne), meses depois dos acontecimentos do primeiro filme, tentando resolver sua situação com o ministério da magia para voltar a fazer viagens e continuar seus estudos sobre as criaturas mágicas; enquanto isso, Gellert Grindelwald (Johnny Depp) está reunindo seguidores para colocar seus planos em andamento, o que faz com que Alvo Dumbledore (Jude Law) mais uma vez contate o jovem Newt, para lhe ajudar, pois não é capaz de agir contra o bruxo das trevas.

O enredo do filme e muito bem escrito, e não se podia esperar menos, afinal foram as mãos de J.K. Rowling que o concebeu e todos nós já sabemos do que a mãe desses personagens é capaz. Personagens esses que são muito bem trabalhados e desenvolvidos ao longo da trama, se aprofundando em suas relações e sentimentos, fazendo o desenrolar da história ser instigante e surpreendente em determinados pontos e com direito a reviravoltas inesperadas e revelações bombásticas.

Crítica: Animais Fantásticos - os crimes de Grindewald

Devo dizer também que o elenco não decepciona em nada, entregando atuações altamente trabalhadas e com a tonalidade que o longa pede. Destacam-se Eddie Redmayne, que está perfeito na sua reprise do protagonista; Johnny Depp, que entrega um vilão extremamente crível, carismático, inteligente e mal, muito mal mesmo; e Jude Law, que interpretando um jovem Dumbledore,  nos brinda com toda personificação do personagem e em muitos momentos até seu olhar e falar lembram os de Michael Gambon, que interpretou a versão mais velha do personagem nos últimos filmes da saga original. E não só eles três, mas todo o elenco é muito bem trabalhado sob a direção de David Yates, que merece ser reconhecido também.

Os efeitos visuais são um espetáculo, com um CGI muito bem feito e que faz as cenas serem lindas e muito orgânicas; uma fotografia esplêndida que dá o tom exato que se precisa para a construção da atmosfera; e, um 3D muito bem utilizado, sem exageros, mas que faz a diferença na hora certa. A trilha sonora e a mixagem de som também são impecáveis e complementam o clima de fantasia dando o tempero certo para essa obra.

 A conclusão que cheguei é: Animais fantásticos: Os crimes de Grindewald, é uma obra executada com muita qualidade em todos os seus aspectos, divertida com todos os elementos que fizeram a saga original e seu predecessor sucessos de publico e critica, e que merece com certeza uma nota 5.0/5.0. Vale muito a pena ser assistido na tela grande do cinema, e em 3D fica ainda melhor.

Nota:

Crítica: Animais Fantásticos - os crimes de Grindewald

Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.

Curta também a nossa página do NERDCard no Facebook.

Não deixe de se inscrever em nosso canal do Youtubeyoutube.com/c/papoaleatorio e de fazer seu comentário aqui no site.

Related posts

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.