Warrior Nun – Crítica sem spoiler!

0
(0)
Warrior Nun - Crítica sem spoiler!

Warrior Nun é a mais nova série da Netflix temática no sobrenatural, trazendo elementos como fé vs ciência e a jornada do herói.

Ela é baseada em um HQ chamada Warrior Nun Areala, criada por Ben Dunn, e foi levada para a Netflix por Simon Barry.

Mesmo antes de ser uma série já havia chamado à atenção, a série traz vários símbolos religiosos, o que causou algum barulho quando ainda era só HQ, quando entidades da religião reclamaram do uso desses símbolos em uma história de ação. Aqui eles são mantidos, ainda bem.

A história segui Ava, interpretada por Alba Baptista. Que ficou paralisada em um acidente que aconteceu na Espanha, e acabou morrendo em circunstâncias misteriosas.

Acontece que Ava acorda em um necrotério e descobre que colocaram nela uma auréola de anjo, que é relíquia sagrada. Por causa disso, ela é atraída por uma ordem de freiras de combate altamente treinadas e rapidamente se vê presa no meio da eterna guerra entre o Céu e o Inferno.

E enquanto os poderes e as incríveis habilidades concedidas a ela pelo artefato fazem de Ava a figura mais crucial nesta batalha épica, tudo que ela quer é uma vida normal fora de suas responsabilidades recém-descobertas na cruzada em curso da ordem monástica.

A crítica amou a série.

“Basicamente, Warrior Nun seria muito louca de não ter uma segunda temporada. Afinal, ela é bastante divertida, se não levarmos o retrato da Igreja Católica a sério”. Wall Street Journal.

“Warrior Nun é um show interessante. Tem várias reviravoltas chocantes e diálogos inteligentes para acrescentar uma atmosfera divertida à produção”. Uproxx.

“Enquanto a primeira metade de Warrior Nun se mostra um tanto quanto oscilante, com ênfase mais nas emoções que nas ações, o elenco continua a convidar o público para uma aventura incrível”. CBR.

“A bobeira nunca deixa de existir, e o show sabe quando realmente abraçá-la, mas isso não tem problema – Warrior Nun encontra sucesso ao contar a história de demônios, literais e figurativos, que sempre coloca seus personagens humanos em primeiro plano”. Ready Steady Cut.

Critica: Aqui vemos todos os elementos da jornada do herói, além dos problemas de adolescentes e como o mundo é um lugar ruim e faz com que sejamos tão ruins quanto os demônios que tememos. As freiras guerreiras são incríveis, bem humanas na medida do possível, mas devemos lembrar que é uma série de fantasia.

Os efeitos especiais são muito bons, o enredo traz elementos históricos com um misto de ficção na medida certa, vez ou outra a série divaga e perde um pouco o ritmo, mas nada que possa atrapalhar o todo.

Warrior Nun - Crítica sem spoiler!

A fotografia e primorosa com cenários lindos, cenas de lutas de tirar o fôlego e diálogos simples, porém muito bons. Os personagem beiram o familiar de uma maneira boa, Lilith, Mary, Beatrice e Ava podem ser vistas em cada pessoa ao nosso redor.

A série trata de escolhas que a vida nos impõem e como lidamos com isso. Lidando com os problemas da política na igreja, a fé e a falta dela com equilíbrio, nos faz pensar em como os planos superiores podem afetar nossas escolhas e como as escolhas afetam quem nos cerca.

Em suma, é uma série que vale muito a pena ser vista e merece uma continuação, desculpem se ficou meio vago, mas estou tentando não dar nenhum spoiler de Warrior Nun, pois a experiência será boa.

Após, terminar a crítica descobri que a série foi renovada, a previsão de estreia para a segunda temporada de Warrior Nun será somente em 2022, devido a atual pandemia de Coronavírus.

Não deixe de se inscrever em nossos canais:
 Youtube, Facebook e Instagram e de fazer seu comentário aqui no site!
Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.
VIDA LONGA E PROSPERA NERDS E GEEKS!

Related posts

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.