Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood


A DISTOPIA QUE VEIO DA SUÉCIA

Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood

Após o enorme sucesso de Tales from the Loop, que ganhou cinco prêmios Ennies (incluindo melhor jogo e produto do ano em 2017) e três Golden Geek Awards, a editora Free League está iniciando o kickstart de THINGS FROM THE FLOOD que é uma continuação direta do jogo original e marca o retorno ao estranho e fascinante mundo alternativo criado pelo mais que talentoso ilustrador Simon Stålenhag. Este novo jogo ocorre no início da década de 90 e você pode dar continuidade a trama apresentada em Tales from the Loop, porém o sistema de jogo evoluiu e agora

você pode jogar com personagens adolescentes que vivenciaram o impacto do advento chamado “The Loop” e como eles moldaram a tecnologia e a própria sociedade dez anos depois. O maior diferencial entre ambos os livros é que o tom do cenário é mais sinistro e obscuro, e para estabelecer a ligação entre ambos cenários, a Free League trás uma mecânica inovadora de legado que usa seus personagens originais de Tales e os convertem em adolescentes, porém todo aquele tom jovial de Stranger Things é colocado de lado e apresenta desafios capazes de eliminar seus heróis durante o decorrer de uma aventura se não tomarem cuidado.


O MUNDO APÓS A ENCHENTE.

Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood

Nesta continuação, vemos as consequências dos experimentos com o Loop que depois foram abandonados. Os laboratórios e as terras da ilha de MÄLARÖARNA, onde ocorriam os estranhos incidentes, foram compradas pela megacorporação Krafta. No final da década de 80, uma enorme enchente de água negra saiu do solo e transformou a pacata ilha em um enorme pântano alagadiço. Há rumores de que a enchente tenha vindo do Loop e causado toda a devastação e morte da fauna e flora local. A única coisa que se sabe é que esse lodaçal interage de forma misteriosa com os maquinários, espalhando um vírus que afeta sua performance e função, muitas vezes causando novos problemas. Para aqueles que viviam nas proximidades do mesmo experimento em Nevada, nos Estados Unidos, o mesmo advento ocorreu e causou efeitos semelhantes, porém a Krafta fechou acordo com o governo americano para monitorar e estudar o fenômeno.

Aquelas joviais crianças que lidaram com os mistérios do Loop a dez anos atrás, reúnem-se mais uma vez com o intuito de investigar o que está ocorrendo e, se possível, expor a Krafta ou os responsáveis por trás da enchente. Sua determinação só aumentou quando souberam que outros adolescentes têm sido achados mortos nas imediações da cidade onde moram, sempre associados a inexplicáveis situações. Não será uma tarefa fácil e nem todos irão sobreviver em Things from the Flood (“As Coisas que vieram da Enchente” em tradução livre).

Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood

regras necessárias para jogar Things from the Flood, e além disso, vem com regras adicionais para simular essa mudança de tom mais dark, incluindo fatores que podem causar a morte de nossos destemidos heróis.

O sistema ainda usa o mesmo método do jogo anterior, ou seja, para fazer um teste de habilidade, você pega um número de dados igual a combinação de seu atributo, nível de equipamento e perícia, realizando a jogada com D6. Para conseguir sucesso em seu teste de habilidade basta conseguir um único resultado SEIS no dado, porém para cada resultado 6 que obtiver além do primeiro lhe permite realizar façanhas e outros efeitos como bônus.


FORMATO

O livro será publicado no formato americano (papel tamanho Carta) e terá aproximadamente com 200 páginas. Ele será impresso em sueco e inglês, bem como o layout interno segue as cores da empresa Krafta (tons de vermelho escuro desbotado) e as ilustrações são do próprio artista que idealizou esse universo impressionante e já lhe rendeu diversos prêmios pelo seu realismo e originalidade

Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood


O FINANCIAMENTO COLETIVO

Things from the Flood está em fase de financiamento coletivo e já bateu 16 das 19 metas estendidas disponíveis. Os apoiadores receberão além das aventuras deste novo cenário, terão uma cópia do livro de regras básicas em capa dura, livreto com aventuras prontas e mapas (todos respectivamente em versão física e PDF), bandeja de dados temática com a logomarca da Krafta, Escudo do Mestre, livro impresso com a arte do Things from the Flood e dados customizados. Uma das metas já conquistadas pelo financiamento coletivo é a inserção de duas localidades misteriosas inéditas e 2 arquétipos de personagens totalmente inéditos (O festeiro e O pária). A meta total do projeto é de 300 mil dólares usando o método Tudo ou Nada. Até o momento, está faltando 11 dias para o fim do financiamento e já arrecadou U$279,108, equivalente a 2.456.657 de Coroas Suecas. Uma boa notícia é que os apoiadores podem ainda receber todos os pdfs dos outros RPGs da Free League como bônus se baterem a meta final dentro do prazo, ou seja, além do Things from the Flood, você receberá Mutant: Year Zero, Tales from the Loop, Forbidden Lands, Coreolis – Third Horizon e todos seus respectivos suplementos de uma só vez (incluindo Our Friend the Machines, para Tales from the Loop). Toda a distribuição internacional está nas mãos da empresa britanica GamesQuest e a entregue é prevista para Fevereiro de 2019.


O ILUSTRADOR

Simon Stålenhag
Simon Stålenhag

Apesar de ser um aclamado artista sueco, concept designer e autor dos livros de ilustrações Tales from the Loop (2015), Things from the Flood (2016) e The Electric State (2017), Simon Stålenhag é mais conhecido por suas imagens e histórias altamente imaginativas retratando fenômenos ilusórios de ficção científica em paisagens escandinavas mundanas e hiper-realistas (expandidas para a América em seu último livro, The Electric State). Tales from the Loop foi classificado pelo The Guardian como uma das “10 Melhores Distopias“, na companhia de obras como The Trial, de Franz Kafka, e Gattaca, de Andrew Niccol. O vislumbre desta realidade alternativa lhe rendeu uma base mundial de fãs, mas também o transformaram em um contador de histórias, um artista conceitual e um ilustrador muito solicitado pela a indústria cinematográfica e de jogos de computador.


DESDOBRAMENTOS DA FRANQUIA

Financiamento coletivo do RPG Things from the Flood

Este ano foi anunciado que The Electric State será transformado em um filme e a própria Amazon Prime já está produzindo uma temporada completa de um programa de TV baseado no jogo Tales from the Loop. O objetivo da editora Free League é converter os três artbooks em RPG, logo se o financiamento for um sucesso e dependendo da receptividade do filme, teremos um terceiro e último RPG baseado no Eletric State que irá trazer toda a sua visão de uma distopia americana no ano de 1997 e além

Link para o financiamento coletivo:  THINGS FROM THE FLOOD

Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades sobre 
” THINGS FROM THE FLOOD “.

Curta também a nossa página do NERDCard no Facebook.

Não deixe de se inscrever em nosso canal do Youtubeyoutube.com/c/papoaleatorio e de fazer seu comentário aqui no site.

Related posts

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.