Crítica “Space Jam: Um Novo Legado”

4.5
(4)


Crítica "Space Jam: Um Novo Legado"

Mais uma tão desejada continuação surge após duas décadas de espera, “Space Jam: Um Novo Legado” aparece com tudo que a tecnologia e modernidade têm a oferecer: coloração, brilho e muito 3D.
Nessa onda de reinventar os clássicos do cinema para a nova geração, o longa nos leva em uma aventura sobre união; dessa vez não só com o astro do basquete Lebron James e todos os lunáticos favoritos da animação, mas também com mais foco em sua família (interpretada por um excelente elenco composto por Cedric Joe, Sonequa Martin, Ceyair J. Wright e Harper Leigh Alexander).

O vilão do filme, interpretado por Don Cheadle, apesar de um tanto fraco no sentido vilania quando comparado a outros da mesma produtora, combina com o que estamos acostumados a ver nos “looney-actions” da Warner, beirando o cartoonismo nas ações e interessante o suficiente para o público-alvo se manter imerso. No geral, faz bem seu trabalho impulsionando os personagens em sua jornada.

E por falar em público-alvo, esse é um projeto que mira alto e que, talvez por tentar abranger demais, deixe a desejar um pouquinho na execução. Apesar de a sequência de “Space Jam” ser decididamente um filme infantil, o filme também se recosta muito na nostalgia e se recheia de referências da cultura pop/nerd. É como se o longa cutucasse o público mais velho e dissesse “sabemos que está aí também”, tentando agradar tanto a criança quanto o adulto que a trouxe. Não é necessariamente negativa, mas em certos pontos a intenção fica exageradamente escancarada e o cutuque vira quase que uma cotovelada, tentando deixar uma impressão forte e memorável, porém, por vezes, tende ao efeito contrário.

O mais interessante de se observar e o que mais nos deixa marcado são os momentos nos quais as piadas mais simples (e por vezes clássicas) acabam arrancando uma risada honesta e gostosa de se sentir, quando somos lembrados de que não estamos só assistindo um aglomerado de referências e memórias, mas uma produção feita com o carinho pelos envolvidos para dar uma continuação digna de seu nome.


Sobre o visual, o efeito de animação 2D ainda é a especialidade da Warner, e a transformação dos personagens para o estilo 3D, apesar de levar um pouco para nos acostumarmos, também não caiu mal no produto como um todo. Também foi cômico ver cenas clássicas dos desenhos em realidade aumentada.

Conclusão

Nada em minha opinião superaria o primeiro, e a produtora parecia saber, optando por uma abordagem similar o suficiente para percebermos as semelhanças, porém diferente a ponto de não somente compará-lo ao anterior, sem perder em nada no quesito diversão. E foi uma aposta certeira, não à toa se chama “Um Novo Legado”. Conhecendo ou não o anterior, esse é um filme ótimo para se levar a família para dar umas boas risadas ou revisitar esse universo tão rico.

Nota:

Crítica "Space Jam: Um Novo Legado"

Não deixe de se inscrever em nossos canais:
YoutubeFacebook e Instagram e de fazer seu comentário aqui no site!
Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.
VIDA LONGA E PRÓSPERA NERDS E GEEKS!

Related posts

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.