Crítica: Ford vs Ferrari

4.5
(4)

Alô, amigos da R… Ops!

Fomos ver Ford vs Ferrari e eu vou dizer que eu esperava mais. Apesar do longa durar 2h e 33m, eu estava esperando mais. Na verdade, minha decepção foi que o filme acabou! Faz bastante tempo em que não saio do cinema realmente extasiado com um filme que não pertença a uma franquia. Para quem assistia as corridas de Fórmula 1, aos domingos de manhã, um pequeno saudosismo pode tomar conta do espectador.

Crítica: Ford vs Ferrari
Ford vs Ferrari, traz Christian Bale e Matt Damon em um filme baseado na história real sobre a icônica vitória da Ford sobre a Ferrari nas 24 horas de Le Mans

O diretor James Mangold acerta em cheio ao trazer para as telas uma história que é capaz de nos fazer refletir em diversos aspectos. Seja sobre como, de maneira macroscópica, a indústria pode, através do dinheiro, querer comprar (e quase sempre conseguir) o prestígio e ingressar em um ambiente esportivo, não pela competitividade, mas pela imagem nos negócios, ou até de maneira pessoal, nos fazer refletir sobre o que nos move enquanto pessoas. Seja no desejo de fazer aquilo que te obceca, como também a respeito de valores como amizade e honra.

O filme é conduzido com muita competência e não deixa barrigas entre nenhum dos atos, que seguem na tela de maneira muito fluida. Todos os elementos necessários para a diversão estavam ali! Dos diálogos e insultos que se tornam um alívio cômico à parte, e que levam os grandes protagonistas Henri Ford II e Enzo Ferrari a levar para as pistas esta rivalidade, passando por cenas arrojadas de ação nas corridas, até o terno e amoroso relacionamento de Ken Milles (Christian Bale), sua esposa Mollie (Caitriona Balfe) e seu filho Peter (Noah Jupe). Relacionamento é uma das tônicas do filme.

Crítica: Ford vs Ferrari
Carroll Shelby (Damon) e Ken Milles (Bale), durante as 24 horas de Le Mans. Confrontos na pista e nos bastidores.

A amizade e respeito entre o ex-piloto Carroll Shelby (Matt Damon) e o piloto e engenheiro Ken Milles é um dos pontos fortes do longa. Bale, está perfeito no papel! Ele consegue, com maestria, nos colocar na cabeça do seu personagem e nos fazer torcer por suas vitórias em qualquer uma das suas cenas de corrida, mesmo tendo certeza de sua vitória. Enquanto Damon nos mostra um Shelby refém de suas fraquezas, que apesar de almejar seu próprio sucesso, excede os seus limites para ter ao seu lado o companheiro Milles.

Crítica: Ford vs Ferrari
Christian Bale interpreta Ken Milles, com um jeito irascível e ao mesmo tempo cativante obcecado pela velocidade e a competência, seja dentro de uma corrida ou fora dela.

Nos aspectos, ter assistido em uma sala Imax, pode ter feito toda a diferença, pois uma das estrelas do filme é o som! Aliado a captura de cenas em ângulos bastante incomuns, a sensação de estar dentro de um carro durante uma corrida é passada com bastante competência, fazendo a audiência ficar colada na cadeira durante as corridas.

Enfim, Ford vs Ferrari é um filme que recomendo bastante, pois é diversão na certa! Estréia no próximo dia 14/11/19.

Crítica: Ford vs Ferrari

Related posts

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.