Crítica: Aves de Rapina

4
(4)
Crítica: Aves de Rapina

Hoje fui à Cabine de Aves de Rapina sem nada no coração. Não fiquei empolgado com os trailers apresentados até aqui e nem com o elenco, apesar de grandes nomes como Ewan McGregor e Margot Robbie, que reprisa seu fantástico papel de Arlequina.

Mas, já desapontado pelo que fizeram em Esquadrão Suicida, não criei muitas expectativas à nova jornada de Harleen Quinzel (Arlequina). E como o vilão do longa, o Máscara Negra, é, em minha opinião, um dos mais fracos vilões do ‘Morcego’, parecia-me que o mesmo seria apenas uma escada para as protagonistas.

Bem, depois de ver o filme, eu posso afirmar que a melhor coisa que fiz é ter ido de coração aberto, sem expectativas, pois talvez eu não tivesse me divertido tanto. O filme é engraçado; e, autêntico em mostrar a loucura da mente de Harleen. Margot Robbie está novamente perfeita no papel e reprisa e aumenta seus feitos em Esquadrão Suicida, a única que realmente teve relevância no filme de 2016 .

As demais atrizes encarnaram bem os papéis, apesar da mudança de estereótipos, o que ficou fantástico em minha opinião. O filme aborda o dilema e os efeitos dos feitos de Arlequina para sua emancipação do Sr. C (senhor Coringa) e para Gothan. É por causa dela que todas acabam se reunindo…

As cenas de luta de Aves de Rapina são de tirar o fôlego. As meninas batem muito, de todas as formas, em movimentos não repetidos e não cansativos. Cada ação delas é uma surpresa, o que me deixou muito contente com o que vi.

Os efeitos especiais, mesmo que poucos, são de grande valia para o filme e agradou muito em sua qualidade. A ação é muito boa, mesmo tendo uma desaceleração no segundo ato, o que faz sentido, mas tira um pouco da dinâmica do longa. Em termos de comédia o filme tem seus pontos engraçados, mas não são tão bem explorados. Mas estão ali…

Ewan McGregor está ótimo como vilão e nos entregou mais um louco para o panteão de vilões de Gotham —apesar de que para ser vilão do ‘Morcego’ tem que ser meio pinel mesmo. Ele se tornou um ótimo vilão para a formação do grupo.

Bem, Aves de Rapina foi um excelente filme afinal, não um filme fantástico e memorável, mas um muito bom. E foi exatamente isso que a diretora Cathy Yan quis. Um filme tranquilo, fácil e repleto de ação, um conjunto perfeito para o sucesso. E se considerarmos que o orçamento foi de pouco mais de US$ 97 milhões, eu diria que a DC e a Waner terão um novo sucesso nas mãos.

Nota:

Crítica: Aves de Rapina

Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.

Não deixe de se inscrever em nosso canal do Youtube: youtube.com/c/papoaleatorio e de fazer seu comentário aqui no site!

Related posts

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.