CRITICA: Annabelle 3: De Volta Para Casa

O gênero terror sempre tenta se renovar de alguma forma, porém certos elementos básicos são recorrentes para guia-lo na narrativa que tenta assustar o publico. Anabelle 3 não foge a esse tipo de esteriótipo de sustos programados, mas tenta se reinventar tirando o foco da boneca ser a culpada dos incidentes e apresentando o conceito dela ser uma farol para atrair problemas.

Com essa nova abordagem, o filme abre o leque de opções de narrativas de terror para trazer mais horrores ocultos na famoso coleção Warren. O público já tinha curiosidade em saber mais detalhes sobre o cofre de maldades e filme permite que isso ajude a expandir o “Invocaverso” (o universo compartilhado de Invocação do Mal) .

A trama é algo simples e sem surpresas, mas diferente dos filmes anteriores mais focada e com uma narrativa coesa apesar de previsível. O núcleo de protagonistas do filme infelizmente não fogem aos esteriótipos comuns ao gênero, mas as ideias dos horrores que se escondem na coleção são interessantes. Destaque ao Barqueiro que rende boas sequencias de suspense, porém não sai disso.

Os efeitos especiais são interessantes, porém com qualidade direcionada a televisão. Há um esforço de usar com parcimônia os efeitos especiais, já que a criatura lupina que aparece em CG não convence de estar na mesma cena que um dos atores. Além disso, há situações que parecem um pouco esdruxulas mesmo para os anos 80 (período de tempo em que a narrativa ocorre), pois a reação de qualquer um seria diferente ao que é mostrado, porém o filme diverte com leves momentos de humor bem pontuais. Em relação aos anteriores é o melhor da trilogia Annabelle, mas não é tão impactante quanto “A Invocação do Mal” ou “A Freira”, filmes que apresentaram um tipo de terror inteligente e diferenciado.

Avaliação: 2,5 / 5 (previsível, sem novidades marcantes, mas diverte).

CRITICA: Annabelle 3: De Volta Para Casa

Related posts

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.