Dica de Filme: Eu mato gigantes

 Olá leitores, volto mais uma vez com uma dica de filmes para vocês, e a minha escolha de hoje é “Eu mato gigantes”.

Dica de Filme: Eu mato gigantes

 O filme, que é baseado em uma obra homônima dos quadrinhos, foi dirigido por Andres Walter e roteirizado por Joe Kelly e J. M. Ken Niimura, é emocionante e traz muitas questões sensíveis dentro dele.

 O roteiro segue a protagonista, Barbara (Madison Wolfe), uma criança, que mora a principio com um casal de irmãos mais velhos, ela costuma se refugiar da sua realidade problemática jogando RPG (que no inicio do filme lembra muito D&D), mas que nas horas vagas mata gigantes perigosos, ou ela pelo menos assim acredita.

 Barbara não tem amigos, e constantemente sofre bullying de umas garotas mais velhas da escola, mas a vida dela começa a mudar quando a jovem Sofia (Sydney Wade) se muda para a cidade, e começa a tentar fazer amizade com Barbara, no mesmo momento onde ela também começa a frequentar a psicóloga do colégio, interpretada por Zoe Saldana, claro de forma involuntária, e assim tentar superar seu problemas.

Dica de Filme: Eu mato gigantes

 Engana-se quem começar a assistir a película e achar que se trata de mais uma história de crianças norte-americanas com problemas de família, não; o filme é denso e profundo, trata de questões relevantes e reais, problemas que podem acometer qualquer um, tais como depressão, bullying e medo, o filme traz uma abordagem bem interessante e avassaladora sobra o fato de estar com medo, mas não, não é um filme de terror.

 Todas essas questões são potencializadas pelo ótimo argumento do filme, e pela atuação impecável do elenco, e isso é um elogio que merece ser feito mesmo, todo o elenco desse filme se entrega de verdade ao que está fazendo, e isso amplifica mais a experiência que o filme representa.

 Nos quesitos técnicos a produção também não decepciona, apesar de ser evidente que o orçamento não foi o de nenhum blockbuster, é tudo muito bem produzido, a fotografia da obra é excelente e dá exatamente o clima que se espera para as cenas, apesar de as tomadas noturnas serem um pouco escuras, não atrapalham a experiencia. Na parte sonora também é tudo muito bem conduzido, embora a trilha musical não tenha nenhum destaque ou algo memorável, ainda assim é ótima e encaixa de forma perfeita coma narrativa ajudando a compor a atmosfera sombria e em muitos pontos, pessimista do longa.

Dica de Filme: Eu mato gigantes

 O filme é uma ótima experiencia e faz pensar sobre como certos acontecimentos influenciam a vida de uma criança e como ela pode reagir a certas situações, e se você leitor, for alguém com filhos, garanto que vai passar a prestar mais a atenção no comportamento deles depois desse filme.

 Infelizmente esta pérola da sétima arte não está disponível no catalogo da nossa querida Netflix, mas se você for uma assinante do serviço da HBO, ele encontra-se no catálogo do canal por assinatura, possivelmente com o titulo “Matadora de Gigantes”, então se você gosta de uma experiencia mais imersiva e focada no desenvolvimento dos personagens e seus dramas pessoais, vai lá e aproveita esse fim de semana para assistir o filme, não vai se arrepender.

Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.

Curta também a nossa página do NERDCARD no Facebook.

Não deixe de se inscrever em nosso canal do Youtube: youtube.com/c/papoaleatorio e de fazer seu comentário aqui no site!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.