Crítica: “O Protetor 2”

Crítica: “O Protetor 2”

Crítica

Pela primeira vez em uma continuação e depois de quase 4 anos do primeiro filme, o diretor Antoine Fuqua e o ator Denzel Washington retornam para a continuação “O Protetor 2”.

O filme começa bem diferente que seu antecessor, colocando o personagem Robert McCall (Denzel Washington) em uma cena que dá a sensação de continuidade, mas expandindo os horizontes do personagem. Agora McCall tem sua ação não limitada apenas ao seu estado mais também em outros países. Quando vi essa situação, percebi que a trama do filme seria mais ampla e que muito do passado do personagem seria explorado com isso. E foi exatamente o que aconteceu, o personagem teve um pouco mais de seu passado expandido, trazendo um drama ao longa, mas sem mostrar tudo que precisamos saber sobre seu antigo eu.

Apesar de ser um filme de ação, o diretor consegue trazer o drama para um patamar tão importante quanto as cenas de ação para o filme. O que não é uma surpresa, pois é característica do diretor abordar os dois temas com igualitária importância, trazendo ao público uma maior empatia pelo personagem. Para isso devemos considerar a interpretação de Denzel Washington que como sempre está impecável e consegue nos fazer sentir tanto as angústias do protagonista como em alguns momentos tirando risadas da platéia da forma mais simples e mantendo o carisma do herói.

Mas o que devemos salientar é que a trama é previsível e simples em seu contexto geral. Em 50 minutos de filme já sabemos com uma margem segura quem é o vilão da história. Não há segredos para serem revelados a que todos não entendam nos primeiros minutos do filme.

As cenas de ação não perdem em nada para o primeiro filme, pelo contrário, é elevada a um nível superior. O personagem está mais implacável do que nunca, o que deixa as cenas ainda mais impactantes. Ponto também para a trilha sonora que faz com que as cenas sejam muito mais imersivas.

Apesar de uma trama previsível e repleto de clichê, “O Protetor 2” é um excelente filme de ação e acredito que haja a possibilidade de uma terceira continuação. Caso isso ocorra, trazer uma trama mais imprevisível e com menos clichês podem fazer o próximo filme excepcional.

Nota:

Crítica: “O Protetor 2”

 

 

 

“O Protetor 2” estreia dia 16 de Agosto nos cinemas.

Curta a página do Papo Aleatório para mais novidades.

Curta também a nossa página do NERDCard no Facebook.

Não deixe de se inscrever em nosso canal do Youtubeyoutube.com/c/papoaleatorio e de fazer seu comentário aqui no site.

Related posts

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.