3 4 min 5 anos
1.5
(2)

Voando Alto (Manou the swift), animação 3D que chega no circuito de cinema nacional pela Paris Film, foi criada por um estúdio alemão chamado Luxx Film com o intuito de contar uma história de superação familiar usando Gaivotas e andorinhas. Voando Alto é a primeira animação que o estúdio produziu para o mercado de cinema.

Antes de mais nada, os primeiros 10 minutos do filme tem uma qualidade gráfica incrível, onde vemos texturas de objetos e penas que realmente parecem reais, mas o encantamento se desfaz logo depois. A equipe técnica teve um enorme cuidado relativo a física do cenário e a diversos elementos, porém isso fez com que a atenção a narrativa e personagens fosse relegada ao esquecimento.

O filme tem uma história conhecida onde um filhote de andorinha é criado por uma família de gaivotas e ele tem de se adaptar ao estilo de vida e ir contra seus instintos naturais. Até aqui não é muito problemático pois tinha potencial para apresentar diversas abordagens… mas o roteiro nem se esforça em apresentar um grupo de personagens que possam cativar a audiência por mais do que 10 minutos. Há um personagem chamado Percival que se parece um peru azul e assovia batida de samba com apitos, porém é totalmente desnecessário a trama. Efetivamente, não possui nenhum motivo de estar presente na narrativa pois não agrega nenhum fator relevante nem como mentor, sábio ou alívio cômico.

Percival

Os personagens principais não tem nenhum tipo de profundidade e são enfadonhos. O filme tenta fazer graça com comédias de situação e referencias familiares, mas falha miseravelmente. Com cenas muito longas e a falta de timing na narrativa dão a Voando Alto a aparência de que o estúdio está fazendo um enorme comercial de sua expertise técnica em vez de contar uma história para entreter o público. A animação será exibida em versão dublada em diversos cinemas, porém entre as vozes em inglês do elenco temos William DaFoe como Yves (Capitão), Kate Winslet faz o papel de Blanche (mãe de Manou) e Josh Keaton assume o papel do personagem título, Manou.

Em Voando Alto, o pequeno Manou passou sua vida inteira acreditando que era uma gaivota, quando na realidade ele é filho de um casal de andorinhas. Enquanto tenta aprender a voar, ele percebe que nunca será capaz de alçar grandes voos e decide fugir de casa. Mas, quando os animais correm perigo de vida devido a uma nova ameaça, só ele será capaz de salvar o dia.

Talvez agrade as crianças pequenas, mas não vai ser por muito tempo já que os personagens principais não tem muito apelo visual.

Nota: 1,5 (a parte técnica impressiona, mas como filme é um enorme comercial enfadonho).

Nota: 1,5

3 thoughts on “CRÍTICA: VOANDO ALTO

  1. great post, very informative. I ponder why the other experts of this sector
    don’t understand this. You should continue your writing.

    I am confident, you’ve a great readers’ base already!
    I saw similar here: Ecommerce

  2. fantastic put up, very informative. I wonder
    why the other experts of this sector do not notice this.
    You must continue your writing. I’m confident, you’ve a
    huge readers’ base already! I saw similar here: Sklep online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *